quarta-feira, 27 de abril de 2011

As Origens da Música Negra Norte-Americana


As Origens da Música Negra Norte-Americana

Nildo Viana

A música negra norte-americana possui um longo processo histórico de constituição, marcado por mudanças de estilo, temas, etc. A sua origem só pode ser explicada a partir de uma percepção histórica de seu engendramento que ultrapassa a história puramente musical, isto é, é preciso, para entender a história da música, compreender suas determinações, o que remete à história da sociedade que a engendra.

Desta forma, compreender o processo de formação da música negra norte-americana nos remete ao estudo da sociedade norte-americana. A sociedade norte-americana nasce sob o signo da escravidão. O modo de produção escravista colonial instaura um processo de exploração e degradação humana dos negros africanos transferidos para este país. O escravo negro é aquele que não se encontra na mesma situação do operário inglês da época, pois este último possuía a força de trabalho para vender, enquanto que o primeiro nada possuía, mas, ao contrário, era possuído, como se fosse um mero meio de produção.

Assim, o escravo negro foi desumanizado e, neste processo, buscou lutar contra a sua desumanização. As canções de trabalho, inicialmente reprimidas, posteriormente apropriadas pelos senhores de escravos, era um refúgio imaginário do trabalho pesado, sendo, simultaneamente, sua aceitação e negação, expressando o fardo do trabalho escravo e buscando diminuí-lo. Manifestava, portanto, uma consciência de classe contraditória, representações cotidianas contraditórias de sua realidade marcada pela exploração e dominação.

A classe senhorial, após a desconfiança, passou a incentivar e controlar as canções de trabalho, pois encontrou nesta a possibilidade da continuidade do trabalho, do aumento de produtividade. A escravidão engendrou a música negra e a situação pós-escravidão caracterizou sua forma mais desenvolvida, o Blues, bem como a “música espiritual” e o Gospel Music.

O Blues apresentava os temas oriundos da vida cotidiana do pós-escravo, livre da classe senhorial, mas preso na sociedade capitalista, constrangido ao desemprego, ao racismo, à opressão. Assim, o blues apresenta como temas recorrentes a bebida, o amor, entre outros. Mas um mesmo grupo social pode fornecer respostas diferentes para a mesma situação, e assim surge a música espiritual, da qual irá derivar o Gospel Music.

Assim, a música negra norte-americana tem sua origem na escravidão negra e na passagem do escravismo colonial ao capitalismo, marcando seu surgimento e primeiras formas de aparecimento, que, com o desenvolvimento da sociedade capitalista, assumirá novas formas, influenciando e sendo influenciada pela música branca, bem como numa relação constante de apropriação e re-apropriação de sua produção, onde as idéias dominantes e o capital comunicacional terão um papel fundamental.
_______________

Este texto é um resumo de artigo com o mesmo nome e foi apresentado em:

3 comentários:

  1. é legal... mas eu queriia saber a influencia dos ritmos negros norte-americanos na musica brasileira. :/

    ResponderExcluir
  2. Gostei, mas preciso de mais informações de como a música dos escravos norte-americanos se expandiu após a abolição da escravidão. Se puder me ajudar postando algum outro artigo ou me mandando links de onde encontrar mais informações, ficarei muito agradecida!

    ResponderExcluir
  3. Posso verificar uma bibliografia a respeito e postar aqui.

    ResponderExcluir