Rádio Germinal

RÁDIO GERMINAL, onde a música não é mercadoria; é crítica, qualidade e utopia. Para iniciar clique em seta e para pausar clique em quadrado. Para acessar a Rádio Germinal, clique aqui.

terça-feira, 20 de março de 2018

A Teoria das Classes Sociais em Karl Marx

ÍNDICE


INTRODUÇÃO                                                                       07

ESBOÇO DE UMA TEORIA DAS CLASSES SOCIAIS          19
A Primeira abordagem teórica das classes sociais: A Ideologia Alemã, 23.
Classes e lutas de classes no pré-capitalismo, 38.
Modo de produção dominante e classes fundamentais, 46.
Relações de produção e classes subsidiárias, 62.
Ser-de-classe: determinação e autodeterminação, 70.
Uma síntese da teoria de classes de Marx, 82.

A TEORIA DAS CLASSES SOCIAIS NO CAPITALISMO              87
Produção de mais-valor e classes fundamentais, 88.
Trabalho produtivo e proletariado, 110.
As classes subsidiárias, 126.
Breve síntese da teoria das classes no capitalismo, 150.

LUTA DE CLASSES E AUTOEMANCIPAÇÃO PROLETÁRIA   154
Classes, Lutas e Interesses, 158.
Proletariado, autoemancipação e emancipação humana, 163.
Autoemancipação proletária e sociedade comunista, 178.

MARX E AS CLASSES SOCIAIS: INCONSISTÊNCIAS E SENECTUDES                                                                                   195
O que são classes e luta de classes? 197.
Consciência de classe e consciência proletária, 218.
Classes e interesses de classes, 227.
As mutações na divisão social de classes, 234.
A burocracia como classe social, 237.
A classe intelectual, 256.
Capitalismo e lumpemproletariado, 264.
O proletariado hoje, 277.

A CEGUEIRA DAS INTERPRETAÇÕES                      301
A concepção leninista das classes sociais, 302.
Lefebvre e Marx: classes sociais e polarização, 320.
Fischer e Marx: a ausência da essência, 336.
Fougeyrollas: de Marx a Lênin, 348.
Marx na perspectiva burguesa: Gurvitch, Dahrendorf, Aron e Giddens, 360.


CONSIDERAÇÕES FINAIS                                            385


REFERÊNCIAS                                                              391

Contracapa



Sinopse:

Karl Marx afirmou que “a história das sociedades tem sido até hoje a história das lutas de classes” e também que a emancipação humana ocorre via revolução proletária. Assim, sua teoria da história e teoria do capitalismo tem como eixo fundamental a luta de classes. Tendo em vista que se trata de um pensador clássico e o maior teórico do capitalismo, então torna-se fundamental retomar seu pensamento e sua teoria da luta de classes. A presente obra realiza esse processo de resgatar a teoria das classes sociais de Marx através de uma análise rigorosa de suas obras. A obra de Marx é trabalhada exaustivamente com o objetivo de resgatar a sua verdadeira concepção de classes sociais. O resultado é síntese que proporciona uma concepção abrangente e rica da teoria de Marx sobre as classes sociais e sua existência na sociedade capitalista e na sua tendência à dissolução através da autoemancipação proletária. Contudo, a presente obra de Nildo Viana, profundo conhecedor do pensamento de Marx, não se resume em expor a teoria marxista das classes sociais. O autor apresenta uma refutação das deformações de tal concepção e, ainda, aborda as “senectudes” (elementos inatuais) e “inconsistências” (aspectos insuficientemente desenvolvidos) da teoria deste autor. Assim, a obra resgata a concepção de Marx sobre as classes sociais e busca atualizá-la e desenvolvê-la.

Biografia:

Nildo Viana é professor da Faculdade de Ciências Sociais e Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal de Goiás; graduado em Ciências Sociais (UFG); Especialista em Filosofia (UFG); Mestre em Filosofia (UFG) e Sociologia (UnB); Doutor em Sociologia pela UnB e Pós-Doutor pela USP. É autor de diversos livros, entre os quais, “A Esfera Artística: Marx, Weber, Bourdieu e a Sociologia da Arte” (Porto Alegre: Zouk, 2007); “A Concepção Materialista da História do Cinema” (Porto Alegre: Asterisco, 2009); “Quadrinhos e Crítica Social” (Rio de Janeiro: Azougue, 2012); “Materialismo Histórico y Psiconalisys” (Madrid: Cultivalibros, 2013); “A Pesquisa em Representações Cotidianas” (Lisboa: Chiado, 2015) “Os Movimentos Sociais” (Curitiba: Prismas, 2016); “Karl Marx: A Crítica Desapiedada do Existente” (Curitiba: Prismas, 2017).

Orelha:
A Teoria das Classes Sociais em Karl Marx, de Nildo Viana, realiza um resgate do elemento fundamental da teoria marxista. O conceito de classes sociais e a ideia de luta de classes são essenciais para compreender a obra teórica de Marx. Esse pensador produziu uma teoria da história da sociedades humanas a partir da ideia de luta de classes, bem como explicou a dinâmica do capitalista a partir dela. A transformação social e a libertação humana é vista como um produto dessa luta de classes. Apesar de ser o elemento essencial no pensamento de Marx, a questão das classes sociais foi secundarizada, esquecida, deformada. O livro de Nildo Viana traz o resgate dessa concepção e amplia no sentido de realizar a crítica das deformações da teoria das classes sociais de Marx e tratar de seus limites e atualização.


Nenhum comentário:

Postar um comentário