domingo, 3 de julho de 2011

EDUCAÇÃO FÍSICA, COMPETIÇÃO E SOCIABILIDADE CAPITALISTA


Revista Sul-Americana de Filosofia e Educação – RESAFE
VIANA, Nildo. Educação Física, competição e sociabilidade capitalista. Revista Sul-Americana de Filosofia e Educação. Número 16: maio-out/2011, p. 71-88.

EDUCAÇÃO FÍSICA, COMPETIÇÃO E SOCIABILIDADE CAPITALISTA

Nildo Viana*

Resumo: O artigo aborda o tema da competição na educação física. A competição é apontada como um produto social e histórico, constituído pelo capitalismo que gera uma sociabilidade e mentalidade competitivas, cujo resultado é a naturalização desse fenômeno social. A educação física tende a reforçar esse processo de naturalização e, assim, reproduzir as suas bases sociais de existência. Esta reflexão provoca a necessidade de repensar as teorias e práticas da educação física, apontando para uma mudança pedagógica, pautada na pedagogia autogestionária.

Palavras-chave: Competição, Educação Física, Sociabilidade, Mentalidade, Pedagogia Autogestionária.

Resumen: El artículo aborda la cuestión de la competición en educación física. La competición es vista como un producto social e histórico, constituido por el capitalismo que genera una sociabilidad y mentalidad competitivas, que se traduce en la naturalización de este fenómeno social. La educación física tiende a reforzar este proceso de naturalización, y aportar así sus bases sociales de la existencia. Esta reflexión conduce a la necesidad de revisar las teorías y prácticas de educación física, apuntando a un cambio pedagógico, basado en la pedagogía autogestionaria.

Palabras clave: Competición, Educación Física, Sociabilidad, Mentalidad, Pedagogía Autogestionaria.

Um comentário:

  1. Talvez um modelo alternativo seja o das artes marciais chinesas de outrota, q se não eliminavam a competição por completo, ao menos possuíam diversas vertentes e práticas cujo enfoque passava longe da competição.

    ResponderExcluir